Nova pesquisa pode trazer a cura para a calvície em 10 anos

Pesquisadores da Universidade de Yokohama, no Japão desenvolveram um método para cultivo de células germinativas capilares que pode surgir como novo tratamento para cura para a calvície em alguns anos.

A terapia envolve a regeneração de folículos capilares porém o maior desafio até agora era a preparação desses germes foliculares em maior quantidade.

Uma publicação recente no jornal biomaterials descreveu o sucesso na produção de 5.000 germes foliculares simultaneamente e relatou um novo crescimento destes folículos implantados em um rato.

A chave para o sucesso desta preparação em maior escala foi a escolha do material para o crescimento destas células, segundo Junji Fukuda, professor da universidade de Yokohama, foi utilizado PDMS (oxigênio-permeável dimethylpolysiloxane) para a cultura destas células e foi um sucesso.

Os pesquisadores testaram a eficácia do método, implantando um grupo de 300 células chamado de “chip de HFG” em um rato. Foi confirmado o nascimento de cabelos nos locais implantados, tanto nas costas, quanto no couro cabeludo.

Segundo Fukuda, este método é muito consistente e promissor e espera-se que esta técnica aprimore as terapias de regeneração capilar para tratamento da alopecia androgenética.

Segundo o pesquisador, os testes em humanos ainda irão demorar mais de 5 anos e a viabilidade do método não irá acontecer antes de 10 anos.

barba