3 dúvidas que todo mundo tem (ou um dia vai ter) sobre barba

Não dá para negar que a barba é uma marca registrada no universo masculino. Curtinhas ou compridas, coloridas ou não. Elas mudam a aparência, disfarçam manchas, espinhas e são um charme. Assim como nos cabelos, os fios da face são complexos e podem gerar muitas discussões. Pegando este gancho, nós separamos 4 dúvidas que todo mundo tem ou um dia vai ter sobre o assunto.

1. Tem uma falha que me incomoda, o que pode ser?

Ter pelos no rosto ou os primeiros vestígios de barba e bigode é uma sensação única para a maioria dos homens. De repente, sua barba cresce e um belo dia você olha no espelho e se depara com falhas. E agora? Isso te incomoda? Saiba que a explicação da falha pode estar na genética. Se te conforta, você não é o primeiro nem o último a passar por essa situação. Porém, além da genética, outra coisa que pode influenciar este quadro é Alopécia Areata. O que significa isso? alguns chamam de “pelada”, é uma doença característica pela perda de folículos em áreas arredondadas como a barba e atinge de 1% a 2% da população. Se você nota esses sinais há algum tempo, o primeiro passo para resolver é marcar uma avaliação com um especialista. Depois disso, tratamentos capilares podem ser uma boa.

2. Já passei da idade e não tenho barba ou minha barba é muito rala. Tem jeito?

A genética tem um pézinho em tudo e inclusive pode explicar o porquê muitos homens não tem barba. A quantidade baixa de testosterona também pode responder essa pergunta, considerando que é este hormônio o responsável pelo crescimento dos pelos no rosto e no corpo ainda na puberdade. No caso de barbas ralas e finas, a resposta pode estar na genética ou até mesmo nos hábitos de vida. Assim como acontece com os fios de cabelo, dormir pouco, se alimentar mal e ter muito estresse podem ser grandes vilões quando o assunto é barba rala. Neste momento, nem adianta se barbear todo dia, passar a lâmina ou seguir as mirabolantes receitas da internet para que seus fios cresçam da noite para o dia. A notícia positiva? Tem jeito sim! O transplante de barba é um procedimento cada vez mais comum no mundo inteiro. Dados da International Society of Hair Restoration Surgery divulgados em 2017, revelam que os transplantes capilares da face (incluindo a barba) estão entre os três tipos mais procurados no mundo.

3. Posso fazer transplante na barba?

Se você tem falhas ou já recebeu o diagnóstico de Alopecia Areata, a princípio você é sim um bom candidato ao transplante. Como já mencionamos acima, o procedimento está cada vez mais evidência. Se você não deseja preencher toda a barba e apenas retocar o bigode, este procedimento também pode ser útil no seu caso. Durante a cirurgia, folículos são retirados de outras partes do corpo (como a nuca) e implantados na área que você deseja mudar. Além de preencher o vazio, o transplante/implante de barba é uma boa ideia para cobrir queimaduras, espinhas e até cicatrizes. Assim como nos outros transplantes/implantes, os fios crescem de forma definitiva após 3 meses.

cílios postiços