3 vilões que influenciam a queda de cabelo e como fugir disso

Além da calvície por motivos genéticos, a queda de cabelos e o enfraquecimento dos fios de cabelo é uma condição preocupante entre homens e mulheres. Algumas pessoas associam a perda dos fios a determinadas épocas do ano, outras a reações por conta de tratamentos químicos como progressiva e tinturas, mas doenças, falta de vitaminas e alimentação não adequada são fatores que influenciam muito a queda de cabelos que a longo prazo pode abrir brecha para quem já tem tendência a se tornar calvo ou prejudicar os fios.

Descubra 3 desses vilões e como você pode fugir disso!

Cigarro

O tabagismo é um velho conhecido de muitos problemas de saúde sejam respiratórios ou não. Pesquisadores acreditam que fumar também ajuda na queda de cabelos, isto porque ao longo dos anos as substâncias tóxicas do cigarro como a nicotina enfraquecem as mechas e levam a uma degeneração dos folículos capilares que abastecem as extremidades do corpo, como é o caso do couro cabeludo.  Estudiosos sobreo assunto no Far Eastern Memorial Hospital, localizado em Taiwan publicaram um estudo na revista científica Archives of Dermatology e a conclusão é de que entre 740 homens com idade entre 40 e 90 anos, a probabilidade de desenvolver calvície e perder o cabelo foi potencializada com a intensidade do tabagismo.  Outras pesquisas também sugerem que que pessoas que fumam são duas vezes mais propensas a sofrer com a queda de cabelo. Abandonar o vício pode não ser fácil e também é uma escolha de cada um, mas pensando por esse lado, se você tem tendências e passa pelo problema, vale rever os riscos e a importância de desenvolver hábitos saudáveis e existem muitas alternativas médicas, medicamentosas e programas como o Programa Nacional de Controle do Tabagismo, replicado em iniciativas municipais.

Falta de vitaminas

Comer bem e cuidar dos hábitos alimentares e de consumo faz bem para a saúde física, mental e reflete na pele, nas unhas e nos cabelos e isso não é novidade. Porém, a falta de algumas vitaminas especificas ou o excesso delas pode causar a queda grave dos cabelos. As vitaminas do chamado complexo B, presentes em alimentos como leite, ovos, fígado de boi, carnes e feijão ajudam muito na nutrição fios. As vitaminas C e E também. A primeira é encontrada em frutas e legumes como laranja, brócolis e morango e a deficiência dela no organismo, em alguns casos pode causar a doença de escorbuto que enfraquece os fios e provoca a queda de cabelos. A segunda além de antioxidante (ajuda a rejuvenescer o organismo) ajuda a fortalecer as membranas que envolvem os folículos capilares.

Curiosamente, minerais como selênio (presente em frutos do mar e castanha do pará), chumbo, ferro, cádmio e mercúrio quando consumidos em excesso causam problemas cardíacos, fadiga e perda de cabelos .Não há estudos que comprovem uma quantidade mínima que influencie a queda, mas dosar o consumo em grande ou pequena quantidade dos alimentos que contém essas substâncias ajuda a prevenir esse problema.

Doenças e problemas de saúde

Anemia, dermatite seborreica (inflamação da pele e fungos no couro cabeludo que aumentam com a oleosidade), problemas intestinais, micose, tireoide , sífilis, doenças renais crônicas e condições como o estresse também causam a queda de cabelo e a calvície. Fazer um check up regular, acompanhar o dermatologista caso se suspeite da queda de cabelos em excesso e   ficar atento (a) às mudanças “anormais nos fios” acompanhadas de outros sintomas é fundamental para identificar essa condição. A anemia causada pela ausência de ferro por exemplo atinge 30% da população mundial segundo a Organização Mundial de Saúde e um dos primeiros sinais além do cansaço e da palidez é a queda dos fios. Outra curiosidade é da tireoide. Essa glândula que fica no pescoço influencia o ritmo do organismo como um todo e causa uma série de alterações hormonais, com destaque para as alterações de peso e queda de cabelo. Quanto a glândula passa a fabricar menos substâncias como o T3 e T4, ocorre o hipotireoidismo e com o metabolismo lento os fios se desenvolvem muito menos. Segundo os dermatologistas esses são os principais problemas que causam a queda de cabelos.

É importante destacar que nem sempre a queda de cabelo leva à calvície obrigatoriamente, mas essa é uma condição que pode ter soluções como as apresentadas aqui e em casos mais graves e complexos, os transplantes, implantes e soluções estéticas do mundo capilar não faltam!

células tronco